Câmara dos EUA vota agora pacote de 'socorro' a bancos

Câmara dos EUA vota agora pacote de 'socorro' a bancos

Proposta rejeitada pela Casa na segunda foi alvo de mudanças.
Além de dinheiro para bancos, pacote traz vantagens a contribuintes.

A Câmara dos EUA já começou a votar o plano de ajuda de US$ 700 bilhões para socorrer os bancos norte-americanos em crise. O projeto entrou novamente em discussão depois de ser rejeitado na Casa na segunda-feira (29). Após passar por modificações, a proposta foi aprovada pelo Senado na quarta-feira à noite.

 

Veja ao lado vídeo sobre aprovação do pacote no Senado

 

A nova proposta garante que o contribuinte norte-americano - que, afinal, vai pagar a conta da proposta - também tenha vantagens. Além da limitação de ganhos dos executivos dos bancos beneficiados pelo dinheiro, o governo garantiu reduções tributárias a pessoas físicas e pequenos negócios.

 

A proposta agora inclui também a elevação do limite de depósitos garantidos pela Corporação Federal de Seguro de Depósitos (FDIC) de US$ 100 mil para US$ 250 mil, além da prorrogação de créditos fiscais para empresas, pessoas físicas e para projetos de energia renovável. Com as modificações, o preço total do plano subiu agora é estimado em US$ 850 bilhões.

Ontem, o dia foi de negociações. A presidente da Câmara, a democrata Nancy Pelosi, afirmou que estava otimista sobre a aprovação do pacote. Vários parlamentares republicanos afirmaram que, apesar de ainda não estarem completamete sastisfeitos com a proposta, votariam a favor dela.

 

Casa Branca

A Casa Branca voltou a solicitar nesta sexta-feira à Câmara a aprovação do pacote de US$ 700 bilhões, afirmando que "muito, senão todo" o dinheiro aplicado será recuperado pela União.

 

Em um comunicado oficial, a Casa Branca reiterou seu apoio à legilação, afirmando que ela "dá um sinal importante aos mercados americano e internacional de que o governo tomará as ações necessárias para reabilitar o sistema financeiro".

 

(Com informações da Reuters e da France Presse)

FONTE: G1 DA GLOBO

Do G1, em São Paulo

 

Voltar
Copyrights © Habblack 2008-2009. Habblack, Forum, Habblackpedia E Comunidade. O Habblack Não Pertence A Sulake Group E Nem Habbo Corporation. termos De Uso HABBLOG